Kaya Scodelario Brasil » Arquivo » Entrevista ao The Young Folks
Postado por Larissa


Kaya, Rosa, Dylan e Giancarlo concederam uma entrevista para o site The Young Folks, onde eles conversaram sobre suas experiências durante as gravações do filme ‘Prova de Fogo‘ e mais. Confira a entrevista traduzida pela nossa equipe abaixo:

Nós nos encontramos com o elenco de ‘Maze Runner: Prova de Fogo‘ para falar um pouco sobre sua experiência de trabalho na franquia e conhecer um pouco mais sobre a vida no set de filmagens. Nosso tempo juntos foi provavelmente a entrevista mais descontraída e divertida que eu já fiz. Dito isso, eu gostaria que vocês pudessem ouvir o áudio, mas há muito risos e diversão para obter qualquer informação substancial. Portanto, a seguir é uma transcrição do nosso bate-papo com Dylan O’Brien, Kaya Scodelario, Giancarlo Esposito e Rosa Salazar (que por acaso tem o cão mais adorável chamado Mindy, caso você queria saber). Confira:

A minha primeira pergunta é para o Giancarlo. Você já interpretou vilões antes, e muito bem – você prefere esses tipos de papeis ou aqueles onde você meio que no chega no final para salvar o dia?

G: Eu amo cada papel que eu interpreto se eu puder colocar todo o meu coração e alma nele. Eu estava ansioso para ver se eu poderia realmente conseguir fazer algo que não fosse o vilão, o que eu tenho feito várias vezes nos últimos 3 anos; com uma pequena pausa em ‘Once Upon a Time‘, interpretando um cara legal. Eu meio que gosto de ser o cara que chega e salva o dia. É uma grande mudança de ritmo. Quando Wes [Ball] quiz que eu fizesse isso, eu precisava saber se ele queria que o Jorge fosse engraçado ou humorístico, porque é geralmente o que o latino- americano ou Africano faz, ter que transportar uma espécie de comédia no filme. Eu pensei que se eu puder fazer desse cara alguém que você goste mas que você ainda sinta medo dele, ele poderia ser imprevisível, mas ainda mantendo a simpatia. Tudo neste filme é conquistado; a confiança é conquistada. Todo o filme é sobre a lealdade sendo vencida e tudo isso são coisas familiares que todos nós crescemos sabendo. Eu gosto que o Jorge pergunta todas essas questões como “Onde você está indo ” De onde você veio?” -? Ele é muito para a frente. Então, quando ele descobre que os “Clareanos” estão na mesma página que ele, ele decide ajudá-los.

Várias franquias estão dividindo o último livro em dois filmes, no entanto, ‘Maze Runner’ está seguindo seu próprio caminho em não dividir o final. Quais são as suas opiniões sobre isso?

D: Eu adoro isso! Porque eu odeio a idéia de dividi-lo em dois e basicamente apenas ordenhar tudo que ele vale. Estamos tentando fazer isso da forma mais “tradicional” que pudermos. Wes quer dirigir todos os 3 filmes, o que também é muito raro porque um monte de franquias estes dias têm alguém novo. Wes está tomando isso e ela vai ser uma trilogia completamente de ficção. Isso é o que todos nós queríamos fazer.

R: A maior farsa de todas para os fãs é criar uma estrutura que não está nos livros e adicionar ainda mais as coisas para justificar ter material suficiente para dividi-lo em duas partes.

Qual é a sensação de ver o produto completo do seu trabalho uma vez que é concluído e pronto para ser lançado?

D: Ah, é ótimo!
K: Eu acho aterrorizante.
D: Bem, é claro, mas é uma mistura de coisas.

K: Eu odeio isso. Me faz me sentir doente. Tipo, sempre que trabalho em algo, eu perco um pouco da minha alma para ele. Eu coloquei tanto de mim nele [no filme] que eu acabo por me tornar muito protetora dela [Teresa]. Pelo fato de muito de mim ter ido para o filme, me aterroriza a possibilidade de alguém julgá-la ou não entendê-la. Eu tenho esta coisa insana onde eu concluo um trabalho e nunca ninguém consegue vê-lo – o que não faz sentido nenhum [risos] porque a razão pela qual fazemos estes filmes é para que as pessoas possam apreciá-los! Por alguma razão, em minha mente, isso me petrifica. Eu não posso nem assistir com meus amigos ou família, porque eu sinto que eles vão se sentir obrigados a gostar. Eu simplesmente não consigo lidar com isso.

Quais os pontos fortes e pontos fracos vocês acham que seus personagens possuem?

R: Minha personagem é muito boa em compartimentar. Primeiro de tudo, ela foi jogada no Deserto e teve de cuidar de si mesma, até que ela conhecer o Jorge. Acho que ela é muito muito mais experiente porque você tem que ser inteligente para sobreviver. Além disso, ela é capaz de compartimentar suas dúvidas e esperanças quando Jorge lhe diz para fazer alguma coisa. Quando ele diz que temos que fazer alguma coisa, ela está tipo, ok, mas eu ainda me sinto desta maneira, mas eu vou ouvi-lo. Ao longo do filme, ela começa a considerar todas as coisas e se abrir um pouco mais.

D: Eu acho que Thomas é tão bom e forte, inteligente e corajoso. Ele apenas acredita muito e tem orgulho na esperança de que ele está fornecendo. Eu também acho que esses são alguns pontos fracos, porque ele pode ficar um pouco de mente fechada e cabeça dura no que diz respeito as suas crenças e seu plano de ação. É mais uma falha do que uma fraqueza, mas é o que eu amo sobre ele, que ele possui falhas. Ele é humano e tem seus próprios medos e dúvidas.

K: Ela é muito atenciosa. Teresa chega na Clareira e ela está lá por apenas um dia e confia imediatamente em todas essas pessoas. Ela os ajuda a sobreviver e a escapar. Neste filme, você vê isso, mas também o lado mais vulnerável dela, onde ela se lembra de como era ver a morte, devastação e perda. Acho que ela está com muito mais medo neste filme do que anteriormente.

G: Alguns dos pontos fortes do Jorge são de que ele é um guerreiro e um rebelde. Ele vai fazer as coisas à sua maneira, e ele encontrou uma maneira de fazê-las de uma forma que tem mantido o seu povo seguro por um longo período de tempo. Outro ponto forte é que ele está esperançoso, ele acredita que existe esse “Braço Direito”, onde as pessoas se preocupam uns com os outros e mostram compaixão um pelo outro. Um de seus possíveis pontos fracos é que ele é teimoso e cético. Mas no mundo de ‘Prova de Fogo‘ você tem que ser inteligente. Ele provavelmente perdeu e amou, então ele não confia e os jovens Clareanos lhe permitiram desenvolver a confiança, apesar de que, até onde eu conheço do Jorge, você não pode confiar em ninguém. O filme é realmente rico em relacionamentos e família que você cria e que te apoiam.

R: Posso apenas dizer uma coisa sobre a Teresa? Eu acho que se você visse o filme a partir de uma perspectiva diferente, digamos que a partir do poto de vista da Ava Paige, ela pensaria que o que a Teresa está fazendo é algo muito valente e corajoso. Eu acho que é incrivelmente corajoso ir contra as pessoas que você ama.
K: Então você pode dizer a todos para pararem de me chamar de vadia no Twitter?
R: Eu comecei isso! Eu pensei que foi sarcástico.
K: Bem, você pode me chamar de vadia, eu sou sua vadia.

* INSERINDO UM AMOR INSANO POR ROSA SALAZAR E KAYA SCODELARIO AQUI *

Vocês, Rosa e Giancarlo, eram recém-chegados ao elenco, teve algum tipo de trote ou  qualquer tipo de brincadeiras para recebê-los?

G: Nah, eles perderam! Eles foram muito legais!
R: O meu próprio trote, de fato, foi que eu me forcei a aprender a jogar Mario Kart. Porque quando você começa a aprender a jogar Mario Kart, você fica tão deprimido porque você é terrível. E Kaya sempre foi tipo “eu ganhei! OUTRA VEZ! “E eu estava tipo” Eu quero fazer isso! Eu quero ganhar!

D: Mas é o trote mais doce ever! Tipo, “vamos lá, vamos jogar Mario Kart com a gente.”

Algum de vocês hesitaram em entrar na franquia Maze Runner devido à forma como muito do seu tempo seria “tomado”?

R: Absolutamente não!
K: Sim, eu estava apavorada, porque eu li uma citação da  Keira Knightly sobre os filmes  de ‘Piratas‘ e como eles tinham tomado 5 anos de sua vida e que ela realmente se arrependeu. Há um momento em que você fica tipo, eu nem sei o que eu vou fazer amanhã! Eu nunca faço planos e só de pensar em saber o que eu estaria fazendo nos próximos 5 anos meio que me assustou.

R: Tipo, me deu estabilidade. Tipo, ugh, graças a Deus! Eu fiquei tipo, ISSO!
K: Mas isso é porque nós amamos todo mundo. Imagine se você odiasse todo mundo e tivesse que passar os próximos 5 anos de sua vida com eles.
D: Bem, você assina um contrato antes mesmo de chegar a essa parte, então você está fazendo isso, você não se senta lá e diz ‘bem, eu realmente quero este papel?’, É mais tipo “inferno yeahhhh! ‘.
R: Bem, eu conheci Dylan em primeiro e eu estava tipo ‘esse cara é tão legal! Se todo mundo for tão legal quanto ele, eu não tenho nenhum problema em me juntar ao elenco. ”

Vocês todos fizeram suas próprias cenas de ação? Eu soube que havia um campo de treinamento?

K: Onde está esse campo de treinamento?
R: Não há nenhum campo de treinamento.
D: Nós meio que corremos em grupo por um tempo e fizemos algum treinamento na academia para, realmente, preparar nossas pernas. Há um monte de repetição quando você está gravando, mas ao mesmo tempo nós não somos super-atletas e nem são nossos personagens, por isso funciona que a nossa forma física era praticamente mínima para os aspectos físicos do filme. As acrobacias não foram nada de grave ou insano, por isso sempre funciona melhor para nós para fazê-las.

Deixe um comentário
Voltar ao início